LUGAN BLOG - LUGAN SOLUÇÕES WEB

21 99052 2323 - Claro  / 21 98912-8908 - Oi  
21 99052 2323 - Claro  / 21 98912-8908 - Oi  
Ir para o conteúdo

Como gerar engajamento em sua página

LUGAN SOLUÇÕES WEB
Publicado por guiadeinvestimento.com.br em DICAS · 14 Fevereiro 2021
Como gerar engajamento em sua página

A palavra do momento é, sem dúvida, “engajamento”, e tudo indica que ela veio para ficar. De fato, qualquer pagina de blog ou qualquer rede social que não consiga engajar seus leitores, jamais conseguirá bons resultados.

É só pensarmos na experiência corriqueira de qualquer usuário da internet. São muitas fotos, vídeos e textos sendo postados, crescendo em quantidade incontrolável. Assim, como conseguir se destacar na multidão, chamando a atenção positivamente?

Além do mais, atualmente há grandes empresas investindo em conteúdo o tempo todo, com uso de multimídia de alta qualidade, como vídeos feitos com cenografia para eventos, e uso dos melhores gatilhos mentais que o mercado oferece.

Isso pode deixar os empresários e empreendedores menores desanimados, com medo das grandes marcas. Na verdade, não há razão nenhuma para isso, já que um dos pontos mais fortes da internet é que ela é extremamente democrática.

Portanto, se você tiver um conteúdo melhor que uma grande marca, é o seu material que vai gerar mais engajamento. Só que para atingir esse nível é preciso muito foco, estudo e treino, por isso decidimos escrever este artigo.

Aqui nós aprofundamos os principais conceitos da área, junto com algumas das dicas mais relevantes, que realmente podem ajudar a criar conteúdos que engajam, que aumentam a audiência e trazem mais leads, oportunidades e clientes.

O mais bacana é que as estratégias abordadas são para qualquer segmento. Ou seja, além de democráticas, as redes e os blogs servem para qualquer tipo de produto ou serviço.

Há cases de sucesso de pessoas vendendo produtos populares, como roupas e alimentação, ou produtos mais nichados, como wind banner (uma peça de comunicação visual). Além, é claro, da venda de serviços e de infoprodutos.

Então, se você quer entender melhor esse universo e mudar seu negócio de patamar com conteúdos que engajam e convertem, basta seguir adiante na leitura.

O que é esse tal de engajamento?
Quem nunca teve a experiência de ler um post em alguma rede social, ou ler um artigo em um blog, ou mesmo receber um e-mail, e simplesmente achar o texto incrível, talvez a ponto de comentar sobre aquilo com alguém?

Se o material foi gerado por uma marca, sendo que isso fez com que você decidisse acompanhá-la mais de perto e ajudar na sua divulgação, então você se engajou. Simples assim. No fundo, o engajamento nada mais é do que a aprovação que avança em alguns níveis.

Ou seja, se o cliente apenas aprova a marca, isso não é o suficiente. Aqui, até mesmo a famosa e tão desejada fidelização pode não ser o suficiente, pois o engajamento vai além. Pense em uma página de Brinquedos Para Playground.

Neste caso, trata-se do cliente que está disposto a curtir, comentar ou compartilhar os posts da marca, com isso gerando uma espécie de círculo virtuoso, que traz o melhor crescimento orgânico que uma empresa pode conseguir na esfera digital.

Falar em adesivos personalizados pode parecer fácil, já que se trata de um produto descolado, totalmente alinhado com as novas gerações. Mas qualquer marca pode atingir esse patamar dentro do seu nicho, como ficará claro adiante.

A importância da persona do público
Pouca gente sabe, mas existe a “persona da marca” e, só depois de muito bem definida, a persona do público que essa mesma marca deseja impactar positivamente. Nisso consiste um grande segredo para quem quer um engajamento sólido e sustentável.

O primeiro passo que uma empresa precisa dar é fortalecer sua filosofia de trabalho. Vivemos a época da cultura organizacional, então uma loja de sinalização de segurança, se quiser ser diferente, precisa começar por aí.

Um modo prático de fazer isso é com os famosos pilares de “Missão, Visão e Valores”. Depois desse esforço, já é possível identificar mais facilmente qual é o público-alvo, que dará as coordenadas para definir os perfis da persona.

É possível, e bastante recomendável, que esses perfis sejam criados respondendo a perguntas muito práticas sobre o público, tais como:

  • Quem é o meu cliente ideal?
  • Onde eu posso encontrá-lo presencialmente?
  • Quais sites, blogs e redes sociais ele acessa?
  • O que ele faz nas suas horas vagas?
  • Quais filmes, séries e músicas ele curte?
  • O que ele ama fazer profissionalmente?
  • Quais expectativas ele tem sobre uma marca?

Após responder essas perguntas, crie dois ou três perfis semifictícios, atribuindo até mesmo nomes e fotos reais a eles, para dar o máximo de realismo para a estratégia.

Depois disso, cada conteúdo gerado pela sua marca vai ser muito mais assertivo, tocando no ponto exato que atrai seu público, e com isso gerando um engajamento muito maior e mais sólido.

Onde entra o marketing de conteúdo?
Como vimos, engajar é mais do que ser aprovado pelo cliente, e mais do que fidelizá-lo. Trata-se de torná-lo alguém ativo, capaz de defender sua marca, indicá-la a outros e ainda participar de sua rotina digital, interagindo com suas postagens.

Aqui a palavra “rotina” é a grande chave. Afinal, você não pode esperar que o cliente esteja rotineiramente presente e conectado, se a sua produção de conteúdo não segue uma agenda editorial frequente e consistente.

Se a marca trabalha com adesivos para empresas, é preciso fazer postagens recorrentes sobre esse assunto. Aí é que entra o marketing de conteúdo, que é a estratégia de engajar as pessoas com base em conteúdos gratuitos e de qualidade.

O grande esforço é o de gerar materiais que realmente agreguem valor à vida dos leitores, visitantes, seguidores e leads em geral. Uma dica de ouro para isso é se manter sempre informado, lendo muito sobre sua área, e reparando na concorrência.

Um termo técnico para isso é “nutrição de lead”. Ou seja, uma vez que a pessoa dá o contato dela para você (um e-mail ou telefone), é hora de você fazer por merecer, e nutri-la com os melhores conteúdos do seu segmento.

A importância das multimídias
Não é possível falar sobre engajamento e redes sociais sem citar o fato de que essas mídias têm várias diferenças entre si, algumas delas fundamentais.

Afinal, se a marca vai postar algo sobre banner promocional, que é um produto gráfico de comunicação visual, ou sobre um serviço de motoboy, a diferença nos modos de impactar o público pode mudar consideravelmente.

Hoje as redes sociais podem ser divididas da seguinte maneira:

  • Mensagens dinâmicas;
  • Vídeos, lives e afins;
  • Textos curtos ou longos;
  • Imagens, fotos e afins;
  • Mundo corporativo.

No caso de um banner e de peças publicitárias, certamente as redes voltadas para imagens vão obter melhor engajamento, por contarem com o elemento visual. As corporativas vêm logo atrás, já que o serviço é voltado para pessoas jurídicas.

Quando se fala em textos, também é preciso levar em conta essas especificidades. Se a mídia favorece mensagens dinâmicas, seja sucinto e use gatilhos como CTA (Chamadas para Ação). Se ela permite mais espaço, capriche no conteúdo.

Veja que em muitos casos é questão de extremos: se você se delongar em redes de mensagem curta (criando fios ou sequências enormes), vai se sair mal. Porém, conteúdos pequenos em redes de textos maiores, podem soar como pobreza de material.

Quais os formatos arrasadores?
Atualmente existem formatos bastante variados de geração de conteúdo. Quando se fala em blog, por exemplo, não pense que isso significa apenas ficar postando um artigo atrás do outro, somente em texto.

Se a marca lida com placas de aviso, é possível criar conteúdos variados, como vídeos explicativos ou mesmo áudios. Assim, as pessoas podem consumir seu conteúdo enquanto fazem outras coisas, como limpar a casa ou malhar.

O potencial de engajamento que esse tipo de conteúdo tem é enorme. Outro exemplo são os títulos chamativos, do tipo “10 dicas sobre...”, ou então “Top 5 melhores...”.

Considerações finais e conselhos
Finalmente, uma coisa é certa: não tem como esperar muita interação das pessoas se você simplesmente não interage com elas.

Um ponto fundamental na geração de conteúdo é que cada comentário, por mais que seja de alguém que você não conhece, precisa ser tratado como algo especial. Ou seja, não adianta você pensar “Ah, nem sei se essa pessoa vai comprar de mim”.

É preciso interagir com todos, o tempo todo. Se você faz um post sobre etiquetas adesivas, e alguém simplesmente comenta que o desenho daquela etiqueta fez lembrar algo, você precisa interagir de modo criativo e inteligente.

Quanto mais você responder, mais perguntas vão entrar. Além de que as pessoas gostam de saber que tem alguém por trás dos conteúdos, e isso ainda ajuda a fortalecer sua autoridade perante o seu segmento ou nicho de mercado.

Tudo isso deixa claro como gerar engajamento em blogs e mídias sociais não apenas é possível, como extremamente aconselhável. Com as dicas que demos acima, vai ficar ainda mais fácil.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Todos os direitos reservado a Lugan Soluções Web.
21 99052 2323 - Claro  / 21 98912-8908 - Oi  
Voltar para o conteúdo